quarta-feira, junho 24, 2009

Como vamos de memória?



A brincar, a brincar, embora com trambolhões e cambalhotas pelo meio, o CCS já vai perfazer 6 anos de idade em Setembro próximo!Dizem que exercitar a memória aumenta a nossa capacidade intelectual e o nosso poder de aprendizagem. Assim, aqui vos deixamos este pequeno desafio: identificar onde e quando foi este concerto e qual a peça que cantávamos quando a foto foi tirada. (Pronto, está bem, a parte final é a brincar!).
A sério: onde e quando?

9 comentários:

Aurélio disse...

Onde é a Igreja da Praia da Luz, em Lagos... Foi onde desapareceu a Maddie... Mas depois... Não fomos nós...

Quando... Memória fraca... Aposto em 2005... A minha sobrinha era muito pequenina...

Ana disse...

Pois... o onde e o quando eu não quero saber, mas tenho que reclamar: comprem máquinas maiores porque eu nunca apareço nas fotos.... hi hi hi.
Ah, mas esperem... Lagos... Praia da Luz... pois, não estive nesse concerto....

Susana disse...

Lagos...e segundo as minhas contas também dá 2005...

E para quem se lembra dos melhores concertos que já fizemos...

Aurélio disse...

Por acaso, também considero que foi um dos nossos melhores concertos... A música acho que é o "Ay mi Dios" ... Não sei se é assim que se escreve...

Se alguém tiver esta gravação audio... Gostava de ter...

Acho que foi em Outubro ou Novembro...

Cláudia... Diz depois alguma coisa... E não digas que não participo no Blog...

Ana Cláudia disse...

Claro que não diria tal de ti, Aurélio, até que tens participado!
Vou tentar encontrar uma gravação audio dessa peça, especialmente para ti!

Andam lá perto... amanhã sai a resposta correcta ;)

Ana: não sabes o que perdeste! :)

Coro Poliphonico disse...

Votos de muitos sucessos!

Coral Divo Canto

_mi.™ disse...

Foi dos melhores? Impossivel.. Eu ainda nao estava :P

Aurélio disse...

O _mi... Já pensaste que foi dos melhores porque efectivamente não estavas??? Refecte sobre o assunto...

Pianoman disse...

Foi este concerto onde eu toquei num magnífico "Casio & Sons" digital aquelas maravilhosas peças do Bartók?

Foi nesta altura que o nosso grande Maestro e o Carlitos foram...como dizer...pois...ahhh...pronto...vocês sabem...digamos que...escrever o nome nas traseiras da igreja utilizando...ahhh...bem...um líquido próprio, um líquido interno, pessoal...é pá, pronto ! mijaram nas traseiras da igreja enquanto esperávamos que viessem abrir a porta ?

(ganhei o prémio? é que um pormenor destes ninguém falou...hehehe)