terça-feira, março 17, 2009

Alinhamento 1

Damos aqui início a uma série de posts dedicados à técnica vocal. Se bem que não é possível, nem é essa a intenção, dar aulas de técnica vocal virtuais, há alguns conceitos que podem ser facilmente compreendidos se explicados e visualizados.
O primeiro passo para uma boa técnica vocal é ter uma boa saúde vocal e uma boa saúde em geral. Bons hábitos alimentares e exercício físico são essenciais.
Depois é fundamental termos um correcto alinhamento do nosso corpo. É com todo o nosso corpo que cantamos, pelo que todo o nosso corpo tem que estar correctamente alinhado.
Muitos de nós temos percepções erradas sobre a constituição e o funcionamento do nosso corpo, daí que sem a correcção dessas falsas ideias não seja possível uma utilização optimizada do nosso corpo.
Iremos apresentar aqui os princípios de Body Mapping, uma técnica desenvolvida por William Conable, professor de violoncelo na Universidade do Ohio, que se pode resumir como a representação que o nosso cérebro tem de cada um de nós. Conable perecbeu que, se a imagem que o nosso cérebro tem do nosso corpo for incorrecta, então este irá funcionar incorrectamente provocando uma deficiente utilização e, a longo prazo, lesões. A correcção dessa imagem proporciona uma movimentação eficiente livre de tensões. Uma vez corrigida, essa imagem não mais se adultera.
A primeira imagem que temos que gravar no nosso cérebro é a do nosso corpo correctamente alinhado.
Quando esse alinhamento é correcto, uma linha recta imaginária atravessa todo o nosso corpo exactamente a meio, passando pelos Seis Pontos de Alinhamento:
Ponto 1 - Junção do Atlas (primeira vértebra cervical) ao Osso Occiptal (base do crânio);
Ponto 2 - Ombros;
Ponto 3 - Pélvis;
Ponto 4 - Ancas;
Ponto 5 - Joelhos;
Ponto 6 - Pés.
O Ponto 1 equilibra a cabeça sobre a coluna vertebral; qualquer movimento da cabeça implicará movimento da coluna. Para um correcto alinhamento deste ponto devemos pensar em afastar a cabeça ligeiramente para cima, como se criássemos um espaço entre esta e a coluna. O principal problema para muita gente é ter a cabeça sempre puxada para a frente, com o queixo longe do peito; pelo contrário, o queixo deverá aproximar-se do peito enquanto a cabeça se afasta da coluna. Ao movimentarmo-nos a cabeça deve iniciar o movimento, ao que a seguirá todo o corpo.
No Ponto 2 deveremos alinhar os nossos ombros com o centro do nosso corpo, ou seja, em linha com a coluna, nem puxados para a frente, nem para trás.
O Ponto 3 é o responsável pelo equilíbrio do toráx nas vértebras lombares. É dos pontos de alinhamento mais importantes, pois, se pensarmos bem, é protegidos pelo tórax que se encontram todos os nossos órgão vitais.
O equilíbrio de toda a parte superior do nosso corpo acontece no Ponto 4, ou seja, nas ancas. É também esta junção a que permite a maior flexibilidade e mobilidade.
Nos joelhos temos o Ponto 5. Os joelhos devem estar flexíveis e perfeitamente equilibrados, nem demasiado dobrados, nem, muito menos, trancados para trás. Quando isto sucede todo o corpo fica desequilibrado para a frente e, para contrabalançar este desequilibrio, acabamos por inevitavelmente contrair a zona lombar. Joelhos trancados são muitas vezes sinal de mau alinhamento da pélvis.
Finalmente, o último ponto de alinhamento, o Ponto 6, são os nossos pés. O peso deve estar igualmente distribuído por toda a sua superfície e não sobre os calcanhares ou sobre os dedos.

2 comentários:

Ana Cláudia disse...

Sounds difficult.. Algumas coisas já sabia, a parte de não trancar os joelhos e a distribuição do peso pelos pés... mas a parte da coluna vertebral e posição da cabeça ainda me suscita muitas dúvidas... a seguir...

Pianoman disse...

A mim o que me suscita mais dúvidas é o apelido do senhor que desenvolveu a técnica do Body Mapping...e ainda por cima é violoncelista...bem...estou a divagar...


Digníssimo Maestro: e que tal a divulgação de um certo programa de rádio?