terça-feira, setembro 15, 2009

À memória de Anarda

Hoje é Dia de Bocage. Mais um pretexto para recordarmos uma das cinco peças que foram musicadas propositadamente para o CCS, por quatro compositores Portugueses. Desta vez, "À Memória de Anarda", de Pedro Faria Gomes. Refira-se que esta peça mereceu, na sua versão orquestral, o importante Prémio Lopes-Graça, em 2005.

8 comentários:

Melra disse...

Ai ai... que saudades disto...

CCS disse...

...cinco peças musicadas por CINCO compositores portugueses.
Correcção feita.

Raquel disse...

Não me canso de dizer, foi o meu primeiro concerto no CCS em que disse coisas que nunca tinha dito em publico, ainda por cima em época natalícia! Mas foi talvez dos programas que mais me marcou por todas as razões. Fica o desafio, quando é que as voltamos a cantar???

Melra disse...

Por mim cantamos já este natal... ou não...

Helena disse...

Não gosto de recordar porque sofro sempre com saudades e não gosto do sentimento. Isto agora obrigou-me a recordar! E tenho inenarráveis saudades. Adorava a nossa sonoridade nesta altura e adoro este tipo de repotório. Tenho muitas saudades de cantar com gajos, muito gajos, gajos à patada!!!! Onde é que andam os homens deste país??????

Silvia disse...

Foi também o meu primeiro concerto. Estava nervosíssima! Mas foi uma sensação muito boa. Tenho muitas saudades deste tempo.

Ana Wilches disse...

Foi mesmo fantástico!

Pianoman disse...

Eu estava neste concerto, mas obviamente não tenho participação nesta obra em particular.
No entanto, lembro-me perfeitamente o que senti na altura. É indescritível. Esta peça é uma das "especiais" que eu adoro ouvir cantadas por vocês. Concordo com a Helena. O vosso som estava maravilhoso ! o empenho e o sentimento com que cantavam esta peça também ajudava muito ao magnífico resultado final.
As saudades também são muitas por aqui. Se já foi difícil conter as lágrimas na altura, agora com o peso da saudade ainda é mais...
(meu Deus...já ouviram o silêncio aos 4:30 ???...pronto...lá caíram elas...)